Links de Acesso

Historiador alerta que nenhum partido angolano pode reivindicar o 4 de Fevereiro


Historiador alerta que nenhum partido angolano pode reivindicar o 4 de Fevereiro

Historiador alerta que nenhum partido angolano pode reivindicar o 4 de Fevereiro

"Terão estado envolvidas duas centenas e meia de pessoas, um número que está muito longe das versões românticas que falam em 3125 participantes”

Historiadores da guerra colonial, com diversas obras publicadas, Dalila Cabrita Mateus e Álvaro Mateus, fizeram um levantamento em redor dos acontecimentos do 4 de Fevereiro com base novos dados que constam dos arquivos de Salazar e da Pide, a polícia secreta portuguesa da época.

No livro que acabam de publicar, “Angola 61”, assinalando aquele que é considerado o acontecimento histórico mais importante da segunda metade do séc. XX português, os investigadores consideram que nenhuma das versões até agora apresentadas sobre o 4 de Fevereiro têm fundamento histórico, não passando de leituras politizadas do que se passou em Luanda a 4 de Fevereiro de 1961. Isso mesmo reafirma Álvaro Mateus em entrevista à VOA, adiantando que o levantamento teve origem num grupo de nacionalistas angolanos de diversas filiações, muito embora o MPLA e a UPA tenham procurado chamar a si os louros do levantamento. A controvérsia sobre a autoria da acção persiste até aos nossos dias.”

Os autores do livro “Angola 61” notam, a propósito, que “nem faltou quem, tendo pertencido ao MPLA, tivesse vindo depois contestar o seu papel na acção. (..) Existiu quem declarasse ter sido recrutado, em 1958, para o MPLA, por um dos chefes do 4 de Fevereiro, o metodista Adão Neves Bendinha, que, afinal, até era da UPA”.

Também quanto ao número de nacionalistas envolvidos parece haver discrepâncias. Diz Álvaro Mateus: “Encontrámos mais de duas centenas de nomes. É, pois, possível que nos dois dias da operação, que se desenrolou a 4 e, depois, a 11 de Fevereiro, tenham estado envolvidas duas centenas e meia de pessoas, um número que está muito longe das versões românticas que falam em 3125 participantes”.

Clique na barra acima para ouvir na íntegra a entrevista com Álvaro Mateus!

XS
SM
MD
LG