Links de Acesso

UNITA acusa Governo de partidarizar o 4 de Fevereiro


Apoiantes da UNITA

Apoiantes da UNITA

Jaka Jamba lembra que há outras datas relevantes na luta pela independência nacional.

4 Fev 2011 - O deputado da UNITA e professor universitário, Almerindo Jaka Jamba, condenou sexta-feira, a partidarização do 4 de Fevereiro pelo Governo de Angola.

Há uma "partidarização da história de Angola", disse numa entrevista à Voz da América (VOA) o dirigenda da UNITA.

Jaka Jamba afirmou pensar que "há uma fase que julgavamos ter sido superada que é a fase do monolitismo do partido único, que não permitia que outras referências históricas importantes fossem tidas em conta".

O parlamentar da oposição angolana afirma que há outras datas históricas importantes na luta pela indepndência nacional, como "4 de Janeiro que foi a repressão na baixa do Cassange" e, depois do 4 de Fevereiro, o 15 de Março "que em termos históricos são datas-pilares que praticamente estiveram na base do início da luta armada".

Jaka Jamba lamenta que uma data que "devia ser de harmonização nacional" e de "reflexão sobre um processo histórico complexo" seja alvo de "reducionismo".

Clique na barra ao cimo desta notícia para ouvir Jaka Jamba.

XS
SM
MD
LG