Links de Acesso

Cabinda: Autoridades demitem direcção do hospital materno-infantil


Foto de arquivo do hospital pediátrico de Cabinda sem energia eléctrica

Activista Arão Tempo diz que todos devem ser responsabillizados criminalmente pela corrupção

As autoridads da província angolana de Cabinda demitiram a direcção do Hospital Materno-Infantil 1º de Maio e dizem que vão transferir todos os seus trabalhadores devido a actos de corrupção.

Contudo o conhecido activista e antigo presidente do Conselho Provincial da Ordem dos Advogados de Angola, Arão Tempo, considera serem graves as denúncias de actos de corrupção no hospital e pede à Procuradoria da Repáblica a abertura de inquéritos para a consequente responsabilização criminal dos autores.

Direcção do hopsital pediatrico de Cabinda foi demitida - 2:16
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:16 0:00

A secretária provincial da Saúde informou que os actos de corrupção estão relacionadas com a venda de material hospitalar, dentro da unidade, sobretudo material consumível adquirido com fundos do Estado.

Po seu lado, Arão Tempo consdera que só a responsabilização criminal servirá de exemplo e para prevenir futuras mortes de inocentes.

O advogado foi mais longe e defendeu que a investigação deve ser alargada aos governantes que permitiram a corrupção ou criaram um ambiente propício a isso

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG