Links de Acesso

ADI consegue maioria simples e vai governar São Tomé e Príncipe em coligação


Patrice Trovoada, primeiro-ministro

Partido no poder obtém 25 mandatos e MPLSTP/PSD 23 assentos

O partido Acção Democrática Independente (ADI), no poder em São Tomé e Príncipe, conseguiu 25 dos 55 assentos no Parlamento e vai tentar conseguir formar uma coligação para governar o país.

ADI consegue maioria simples e vai governar São Tomé e Príncipe em coligação
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:16 0:00

A Comissão Eleitoral Nacional (CEN) revelou nesta segunda-feira, os resultados provisórios das eleições legislativas, nas quais o MLSTP/PSD, na posição obteve 23 lugares, enquanto a coligação formada pelo Partido da Convergência Democrática (PCDa União para a Democracia e Desenvolvimento (UDD), e o Movimento Democrático Força da Mudança (MDFM) conseguiu cinco mandatos.

O Movimento de Cidadãos Independentes de São Tomé e Príncipe elegeu dois deputados pelo distrito de Caué.

Eleições em São Tomé e Príncipe
Eleições em São Tomé e Príncipe

A coligação do PCD/MDFM/UDD liderado por Arlindo Carvalho já confirmou o seu apoio ao segundo partido mais votado, para juntos formarem um Governo com uma sustentabilidade parlamentar de 28 deputados, contra os restantes 27 do ADI e do Movimento dos Cidadãos Independentes de Cauê.

Entretanto, o Presidente da República deve pedir, caso se confirmem esses resultados, à ADI para formar Governo, por ser o partido mais votado.

Antes do anúncio dos resultados, Patrice Trovoada admitiu formar coligação com o Movimento de Cidadãos Independentes de São Tomé e Príncipe, que conseguiu dois mandatos.

No que toca as eleições autárquicas o MLSTP/PSD conquistou três das seis camaras distritais, Água Grande, Cantagalo e Lembá.

A ADI ganhou a Camara de Mé- zochi.

Juntos os partidos da oposição conquistaram também as autarquias de Lobata e Cauê.

Na Ilha do Príncipe a UMPP, Liderada por Tó Zé Cassandra venceu a eleição regional conquistando 5 dos 7 mandatos em disputa.

O Movimento verde para o Desenvolvimento do Príncipe conquistou os outros 2 mandatos, segundo os dados da Comissão eleitoral Nacional que também anunciou uma taxa de abstenção de 20% nas eleições legislativas, Autárquicas e Regional deste domingo em São Tomé e Príncipe

Leia também:

São Tomé e Príncipe "preso" à espera dos resultados eleitorais

Arranca a campanha eleitoral em São Tomé e Príncipe

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG