Links de Acesso

Trump e democratas não chegam a acordo sobre protecção aos chamados "sonhadores"

  • Redacção VOA

Líderes do Congresso reúnem-se com Trump

Trump quer que construção do muro seja parte da solução

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira, 14, que qualquer acção que proteja os menores que entraram no país de forma ilegal com os pais deverá estar relacionada com a segurança de fronteira e revelou não ter feito qualquer acordo com líderes democratas do Congresso na noite de quarta-feira.

"Nenhum acordo foi feito ontem à noite sobre o DACA, o programa que acolhe menores de idade ilegais. Enorme segurança de fronteira precisaria ser acordada em troca de consentimento. Estaria sujeito a votação", disse Trump, no Twitter.

Os líderes democratas no Congresso, Chuck Schumer e Nancy Pelosi tinham afirmado depois da reunião com o presidente Donald Trump ter chegado a um acordo para proteger os jovens imigrantes e reforçar a segurança na fronteira, sem incluir o polémico muro prometido pelo republicano na campanha.

"Concordamos em incluir rapidamente a proteçcão do DACA numa lei e trabalhar num pacote de segurança na fronteira, excluindo o muro, o que é aceitável para as duas partes", afirmaram Schumer e Pelosi em um comunicado conjunto.

A Casa Branca, que pouco antes havia divulgado um comunicado curto a mencionar um "jantar de trabalho construtivo", concentrado na reforma tributária, segurança de fronteira, DACA e na necessidade de soluções bipartidárias, rapidamente rejeitou a afirmação dos líderes democratas.

"Embora o DACA e a segurança na fronteira tenham sido discutidos, excluir o muro certamente não foi acordado", escreveu a secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders, no Twitter.

Donald Trump insiste na ideia de construir um muro na fronteira com o México, mas o financiamento do projeto deve ser abordado em negociações sobre o orçamento, e não por meio de uma lei sobre o programa DACA.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG