Links de Acesso

Pacientes queixam-se de "falta de quase tudo" nos hospitais de Namibe

  • Armando Chicoca

Familiares de pacientes dizem ser "obrigados" a comprar medicamentos em farmácias dos técnicos de saúde

Há falta de medicamentos e material consumível nas unidades sanitárias da província angolana do Namibe e os doentes dizem estar a pagam com a situação.

Eles acusam ainda “o olhar silencioso das autoridades locais que nada fazem para inverter o quadro”, ao qual se acrescenta o mau atendimento.

Em entrevista à VOA, familiares de pacientes perguntam por onde estão “aqueles que diziam melhorar o que está bem e corrigir o que está mal”.

Eles denunciam que muitas vezes limpam as enfermarias porque os empregados pagos pelo Estado não o fazem.

Em alguns centros de saúde existentes nos bairros da periferiada cidade do Namibe, o atendimento é considerado “razoável”, mas o lixo nas proximidades dos centros de saúde inquieta os pacientes.

Os doentes são obrigados a comprar medicamentos e material consumível nas farmácias dos próprios técnicos de saúde,.

O director interino do centro de saúde do bairro Eucaliptos, Adriano Ndunduma, admitiu existir falta de medicamentos e disse que algumas vezes os enfermeiros, num gesto de caridade para com os doentes que vivem em extrema pobreza, juntam um pouco de dinheiro do seu bolso para ajudar comprar medicamentos.

Entretanto, o director provincial do Namibe da Saúde Franco Mufinda, manifestouestar indisponível para prestar qualquer esclarecimento sobre ocaso.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG