Links de Acesso

Mugabe, a riqueza e as investigações

  • VOA Português

A anterior família presidencial do Zimbábue

Será possível investigar e recuperar a "fortuna" que o antigo Presidente poderá ter no exterior?

Informações postas a circular pela imprensa do Zimbábue indicam que as novas autoridades admitem querer recuperar dinheiro que, dizem, o antigo Presidente Robert Mugabe terá colocado no exterior durante os 37 anos que esteve no poder.

Há fontes que falam numa riqueza de mil milhão de dólares em efectivo e imóveis

A mansão onde vive em Harare tem 25 quartos e está avaliada em 9,2 milhões de dólares, mas jornais indicam que Mugabe possui quatro moradias de luxo em Hong Kong e o Palácio de Hamilton, em Sussex, na Inglaterra, avaliado em mais de 420 milhões de euros.

O antigo Presidente possui também mais de 15 mil hectares de terras, que incluem áreas expropriadas de antigos proprietários brancos, convertidos em retiros privados e resorts, além de veículos blindados, alguns deles Mercedes, no valor de 1,2 milhão de dólares, um Rolls-Royce.

Gastos da esposa e filhos

A esposa, Grace Mugabe, foi apelidada de Gucci Grace devido ao seu estilo de se vestir e ao gosto por artigos de luxo.

Além de roupas, ela tem uma conhecida predileção por joias: quando um anel de diamantes no valor de 20 milhões dólares, que ela havia encomendado para seu 20º aniversário de casamento, não chegou a tempo, ela processou o joalheiro libanês.

Os dois filhos do casal também apreciam uma vida de luxo.

Chatunga Mugabe, por exemplo, viveu numa moradia em Dubai com uma aluguel de 33 mil dólares, antes de se mudar para uma residência em Joanesburgo, na África do Sul.

Dúvidas sobre eventual recuperação

O ministro das Finanças do Zimbábue entre 2009 e 2013, Tendai Biti, disse que o seu “maior desafio não foram os milhares que Mugabe roubou, mas os milhões que desapareceram”.

“Hoje sabemos que foram cerca de15 milhões de dólares, uma elevada quantia", confirma Biti, que considera a recuperação desse dinheiro público uma das principais tarefas do novo Governo

Para ele, esse dinheiro “pertence ao Zimbábue e deve regressar ao país, é cerca de mil milhão de dólares que pertence aos zimbabuanos”.

Paul Holden, director da organização sem fins lucrativos Corruption Watch, avalia que será difícil rastrear o dinheiro de Mugabe porque há que descobrir a quantidade de activos e onde se encontram.

Observadores mais críticos levantam muitas dúvidas se o novo Governo irá actuar neste sentido tendo em conta que muitos deles fazem parte da elite que dirigiu o país desde a independência em 1980.

Outros questionam mesmo se o Presidente interino Emerson Mnangagua, braço direito de Mugabe por muitos anos e vice-presidente até há três semanas, terá interesse em avançar com este processo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG