Links de Acesso

MPLA defende José Eduardo dos Santos e Isabel dos Santos de "intriga e difamação"


Angola MPLA bandeira simbolo

Partido diz que há tentativa de se obstruir processo de transição.

O partido no poder em Angola, o MPLA, disse hoje que não se vai “vergar a intrigas baratas” que visam “obstruir o processo de transição em curso”.

O MPLA reagia a notícias na imprensa angolana reportando que Isabel dos Santos, filha do ex-Presidente da Republica e actual presidente do partido, José Eduardo dos Santos, tem sido vista regularmente na sede do partido onde o seu pai trabalha regularmente.

Em Angola tem havido constante especulação de uma crescente tensão entre Dos Santos e o novo presidente da república João Lourenço.

Recentemente várias figuras históricas do MPLA escreveram a José Eduardo dos Santos pedindo que abandone o cargo de presidente do partido, algo que o próprio Dos Santos prometeu anteriormente fazer no ano em curso mas sem definir uma data.

Isabel dos Santos foi por outro lado exonerada da sua posição de presidente da companhia petrolífera Sonangol e outro filho do presidente Filomeno dos Santos foi afastado da direcção do Fundo Soberano de Angola.

Na sua nota o MPLA afirmou que José Eduardo dos Santos estava a garantir uma transição “com a acuidade que se impõe” e que isso tinha provocado “uns tantos ´advogados em causa própria´ ávidos para a obstrução do processo, especulando e espalhando intriga e difamação”.

Para o MPLA isabel dos Santos “tem direitos e deveres” e como militante tem direito ao acesso á sede do partido pelo que “o MPLA não pode e não vai vergar-se a intrigas baratas e ao segregacionismo de quem quer que seja”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG