Links de Acesso

Moco quer saber porque há falta de combustíveis em Angola


Marcolino Moco

Acabado de ser nomeado para a Sonangol antigo primeiro ministr diz que essa é a sua prioridade

Acabado de ser nomeado administrador não executivo da Sonangol o antigo primeiro ministro de Angola, Marcolino Moco, disse hoje que quer saber porque há falta ed combustíveis no país.

Moco falava a jornalistas após a cerimónia de tomada de posse nessa posição juntamente com outro antigo primeiro-ministro e secretário geral do MPLA, Lopo do Nascimento.

"A primeira coisa que eu vou querer saber do presidente da Sonangol é porque é que temos esta crise de distribuição do combustível, particularmente no interior do país", afirmou Moco.

João Lourenço exonera Filomeno dos Santos

Na cerimónia de tomada de posse, o Presidente João Lourenço disse que tanto Marcolino Moco como Lopo do Nascimentos são “uma referência na sociedade angolana”, acrescentando que o seu governo “não quer desperdiçar a experiência que têm”.

Moco disse ter ficado surpreendido com “pela coragem e rapidez” das acções do Presidente e criticou o culto de personalidade feito em redor do antigo Presidente Eduardo dos Santos.

O antigo primeiro-ministro disse ter andado surpreso “todos estes anos a ver um país a ser montado à volta de uma família única quando só se ouviam louvores de tribunas e painéis de entidades notáveis”.

Veja também:

Presidente angolano entregou declaração de bens

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG