Links de Acesso

Lourenço demite CA do Fundo Soberano de Angola


José Filomeno dos Santos

José Filomeno dos Santos é o último filho do antigo Presidente angolano exonerado

O Presidente angolano exonerou o Conselho de Administração do Fundo Soberano de Angola (FSDEA), presidido por José Filomeno dos Santos.

Em nota enviada às redacções nesta quarta-feira, 10, a Casa Civil do Presidente da República comunicou a exoneração de Santos, bem como dos administradores executivos Hugo Miguel Évora Gonçalves e Miguel Damião Gago.

No mesmo comunicado, João Lourenço nomeou o até agora secretário para os Assuntos Sociais da Presidência, Carlos Alberto Lopes para a presidência do CA do Fundo, que será acompanhado pelos admnistradores executivos, Laura Alcântara Monteiro, Miguel Damião Gago, Pedro Sebastião Teta e Valentina de Sousa Matias Filipe.

Para o lugar de Lopes, o Presidente nomeou Maria de Fátima Republicano de Lima Viegas, como sua nova secretária para os Assuntos Sociais.

Exoneração esperada

A exoneração de José Filomeno dos Santos, filho do antigo Presidente José Eduardo dos Santos, era esperada há muito, depois da saída de Isabel dos Santos da presidência da Sonangol e de a TPA ter rescindido o contrato com a empresa Semba Comunicações, detida por Welwítschia "Tchizé" e José Paulino dos Santos "Coreon Dú", ambos filhos de Santos, para a gestão do segundo canal da televisão pública.

Na conferência de imprensa da passada segunda-feira, João Lourenço tinha admitido mexidas no FSDEA, na sequência de medidas propostas pelo Ministério das Finanças sobre a gestão do Fundo.

"Não diria que vou exonerar, mas pode vir a acontecer", afirmou João Lourenço, adiantando que uma empresa idónea fez o diagnóstico às contas do FSDEA.

"Estou a analisar essas medidas propostas e é muito provável que nos próximos dias venham a ser implementadas", concluiu o Presidente sem dar mais detalhes.

O FSDEA gere uma carteira de negócios de cinco mil milhões de dólares com aplicações em vários países, mas a sua gestão sempre foi muito criticada.

O Fundo, no entanto, negou as acusações e garantiu que as contas foram sempre auditadas por empresas idóneas.

Makuta Nkondo considera linguagem de João Lourenço de arrogante
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:57 0:00

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG