Links de Acesso

"Máfia" controla diamantes de Angola, diz deputado da UNITA


Joaquim Nafoia

Joaquim Nafoia acusa Isabel dos Santos, Carlos Sumbula, Sindika Ndokolo de serem os testas-de-ferro dessa máfia

Existe uma “mafia” muito forte no negócio dos diamantes em Angola e com os mentores bem identificados, denunciou o deputado da UNITA, Joaquim Nafoia.

Natural da zona leste do país, diz conhecer bem o negócio dos diamantes na região e acusa Isabel dos Santos, Carlos Sumbula, Sindika Ndokolo de serem os "testa-de-ferro" do que chama de "máfia dos diamantes".

UNITA diz que "Mafia" controla os diamantes - 1:42
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:42 0:00

O deputado afirma que será “difícil acabar com a confusão “ que reina na indústria dos diamantes enquanto não se acabar com o tráfico de influências levados a cabo pela “testa-de-ferro” dessa “máfia”, constituída por “Isabel dos Santos, Carlos Sumbula, Sindika Ndokolo (marido de Isabel) e outros nomes que considero como sendo os lideres da mafia dos diamantes em Angola” .

Nafoia apelou ao Presidente angolano a pôr termo á “invasão” de estrangeiros na zona dos diamantes.

"Se João Lourenço quer mesmo corrigir o que vai mal deve começar a retirar todos os estrangeiros, como os libaneses, que se encontram no Cuango, Lukapa e Nzagi, retirar também todos os oeste-africanos porque não se justifica ir buscar estrangeiros para lhes dar emprego num sector que temos tantos filhos da terra que sabem avaliar e comprar diamantes”, disse.

“Estes nossos compatriotas deviam ser empregues na Ascorp e LKI de Isabel dos Santos, My Diamond de Carlos Sumbula e a própria Sodiam que não devemir recrutar pessoas de fora que, para além de ocuparem o emprego dos nacionais, vão invadindo as reservas do Estado onde haja diamantes", concluiu.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG