Links de Acesso

Jovem guineense quer fim da crise e oportunidades de emprego em seu país

  • Danielle Stescki

Espaço do Ouvinte

Peter Tiarra Thomas, de 30 anos, é estudante de contabilidade na Guiné-Bissau. Já viveu e trabalhou em Cabo Verde e Angola, mas decidiu recentemente voltar à terra natal.

Em Bissau, ele não trabalha e depende da ajuda da família para estudar. Thomas explica que a vontade de trabalhar não falta, mas as oportunidades de emprego no seu país são poucas.

A Guiné-Bissau passa por uma crise política desde 12 de agosto de 2015 quando o Presidente José Mário Vaz demitiu o primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira. Umaro Sissoco, que foi empossado para substituí-lo a 18 de novembro de 2016, lidera o quinto Governo da legislatura iniciada em 2014.

Thomas conta que a crise dos guineenses tem piorado. Ele diz, por exemplo, que os preços dos produtos de primeira necessidade, como o óleo e o arroz, subiram bastante .

"O Governo tem que resolver essa crise. O povo está a sofrer muito".

Thomas deseja sair da Guiné-Bissau e talvez voltar a Angola, ou quem sabe ir à Europa, mas por enquanto não tem dinheiro para sair do país.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG