Links de Acesso

Grã-Bretanha:Jihadistas tentaram matar Theresa May

  • Redacção VOA

Theresa May

As autoridades dizem que os dois homens pretendiam realizar um ataque bombista junto à entrada da Downing Street.

Dois homens compareceram ao tribunal, em Londres, nesta quarta-feira, acusados da acção terrorista de tentativa de assassinato da primeira-ministra britânica Theresa May, informam funcionários do governo britânico.

Trata-se de Naa'imur Zakariyah Rahman e Mohammed Aqib Imran, respectivamente de 20 e 21 anos de idade.

Os funcionários dizem que os homens conspiraram para realizar um ataque suicida com facas na Downing Street, a residência oficial da primeira-ministra.

A notícia do frustrado assassinato foi publicada depois de Andrew Parker, chefe do serviço de inteligência britânica, MI5, ter informado ao gabinete sobre a ameaça terrorista e que o seu serviço havia frustrado nove ataques terroristas este ano.

Os acusados

Ambos acusados foram detidos na semana passada em operações anti-terrorismo em Londres e Birmingham, diz a polícia.

Naa'imur Zakariyah Rahman, de 20 anos de idade, é acusado de preparar actos terroristas.

Quando foi detido, a 28 de Novembro, em Londres, Rahman, tinha dois explosivos improvisados e inactivos.

O seu comparsa Mohammed Aqib Imran, de 21 anos, foi detido 90 minutos depois numa busca a uma residência em Birmingham.

Imran é também acusado de ter tentado a posse de um passaporte falso para se juntar a um grupo afiliado do Estado Islâmico na Líbia.

As autoridades dizem que os dois homens pretendiam realizar um ataque bombista junto à entrada da Downing Street. Mais tarde, Rahman concebeu um plano para entrar na residência vestido a suicida, com spray de pimenta e uma faca para matar Theresa May.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG