Links de Acesso

Londres: Polícia prende homem suspeito por ataque de Parsons Green


Estação de Parsons Green, Londres, 15 de Setembro, 2017

“Por razões investigativas, não daremos mais detalhes sobre o homem que prendemos agora,” Coordenador Nacional Sénior para a Política Contra-Terrorismo.

A polícia britânica prendeu neste sábado um homem de 18 anos no porto de Dover, ao sul, na caça aos culpados pelo bombardeio a um comboio de Londres que feriu 30 pessoas, ontem, sexta-feira.

A primeira-ministra Theresa May colocou o Reino Unido no nível mais alto de segurança na sexta-feira, o que significa que um ataque pode ser iminente, e movimentou soldados e polícia armada para garantir a segurança de locais estratégicos e caçar os culpados.

O incidente foi o quinto ataque terrorista no Reino Unido este ano. A bomba caseira num comboio lotado na hora de ponta terá aparentemente tido uma falha e não detonou totalmente.

Na explosão, alguns sofreram queimaduras e outros ficaram feridos tentando escapar da estação.

As Autoridades de saúde afirmaram que ninguém estava em condição grave.

O Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pelo ataque.

“Realizamos uma prisão significativa na nossa investigação esta manhã”, disse Neil Basu, Coordenador Nacional Sénior para a Política Contra-Terrorismo.

Ele acrescentou que “por razões investigativas, não daremos mais detalhes sobre o homem que prendemos agora.”

A prisão foi feita na área portuária de Dover, onde balsas de passageiros vão até a França.

A estação Parsons Green, onde o ataque ocorreu, foi reaberta na manhã deste sábado.

A última vez que o Reino Unido foi colocado em alerta “crítico” foi após um homem bomba matar 22 pessoas, incluindo crianças, no espectáculode Ariana Grande, em Manchester, em maio.

XS
SM
MD
LG