Links de Acesso

China testa produção de arroz na Huíla

  • Teodoro Albano

Foto de arquivo.

As autoridades da Matala acreditam que com investimentos na agricultura a região pode exercer um papel importante na economia do país.

A província da Huíla pode vir a produzir arroz, nos próximos tempos, fruto de uma experiência de sementeira do cereal que está a ser implementada no município da Matala.

A experiência de sementeira do arrozal está a cargo de uma empresa chinesa que naquele município tem previsão de explorar uma extensão de mais de 514 hectares de terras aráveis.

O administrador municipal da Matala, Miguel Vicente, disse que a experiência em curso vai permitir determinar o tipo de arroz a produzir e as capacidades de produção.

"Eles já fizeram experiências, nós vimos a colheita que eles fizeram em menos de meio hectar e só a partir desta próxima sementeira poderemos dizer exactamente qual é capacidade de produção do arroz e se vai servir para que os outros agricultores também se engajem", disse Vicente.

O município da Matala é uma das potências agrícolas da província da Huíla, que beneficia muito do perímetro irrigado de quarenta e dois quilómetros alimentado pelo rio Cunene, um dos maiores de Angola.

Com uma população estimada de cerca e 250 mil habitantes, o município é o segundo mais habitado depois do Lubango, a capital de província.

As autoridades da Matala acreditam que com investimentos na agricultura a região pode exercer um papel importante na economia do país.

“Estamos a chamar várias entidades para a Matala, aqueles que querem investir na agricultura de sequeiro e não só, e temos sido bem correspondidos”, disseVicente.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG