Links de Acesso

CASA diz que desconfiança sobre eleições pode ser resolvida com medidas de "boa fé"

  • Redacção VOA

Vice presidente da CASA CE André Mendes de Carvalho

Escrutínio e apuramento a nível d aassembleia de voto e município entre as medidas advogadas

Se houver boa-fé da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) e do partido que sustenta o governo em Angola. o MPLA, será possível corrigir os erros que estão a marcar a preparação das eleições de 23 de Agosto, disse no Lubango o vice-presidente da CASA-CE, André Mendes de Carvalho.

De visita à Huíla no âmbito da pré-campanha eleitoral, o político referia-se aos alegados erros cometidos desde o registo e actualização dos dados eleitorais pelo Ministério da Administração do Território (MAT) e à polémica a volta das empresas encarregues de assegurar o suporte tecnológico das eleições nomeadamente SINFIC e INDRA.

Para André Mendes de Carvalho, as insuficiências verificadas podem ser corrigidas, a tempo das eleições que passariam entre outras questões por uma auditoria às empresas contratadas pela CNE.

Além disso, a CNE “e o partido que suporta toda a governação em Angola” devem aceitar que “haja escrutínio e apuramento dos resultados a nível da assembleia de voto e a nível do município”.

Isto servira para “superar” a desconfiança que existe actualmente

“A situação que estamos a vislumbrar é um pouco preocupante , um pouco explosiva, e o único responsável desta preocupação é a CNE (...) mas a CNE só cumpre aquilo que o MPLA diz”, acrescentou

O almirante reformado desdramatizou ainda a polémica que se tem levantado a volta da lista de deputados concorrentes às próximas eleições entregue ao Tribunal Constitucional, negando haver nepotismo dentro da coligação.

A inserção de nomes como de Vitória Chivukuvuku e de Américo Chivukuvuku esposa e irmão do presidente da coligação, respectivamente, têm com efeito suscitado questões de nepotismo, situação prontamente rejeitada pelo vice-presidente da CASA-CE.

“O presidente Abel Chivukuvuku é um indivíduo que apostou neste projecto de cabeça, mergulhou inteiro. Não só pôs os seus recursos materiais à disposição da CASA, empatou muito dinheiro nesta questão da CASA, como também trouxe a sua família para a CASA, mulher, irmãos”, disse.

“Nós temos pessoas que são esposas de dirigentes que estão na lista por mérito próprio, não estão porque são esposas de A, não tem nada a ver uma coisa com outra”, acrescentou Mendes de Carvalho “Miau”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG