Links de Acesso

Casamentos precoces "provocam" abandono escolar em Niassa

  • Redacção VOA

Governo daquela província moçambicana diz que em cada 100 alunas 15 abandonam a escola

Cerca de 73 mil alunos abandonaram as aulas na província moçambicana do Niassa, devido, em grande parte, aos casamentos prematuros e aos ritos de iniciação no ano passado, revelou o director provincial da Educação e Desenvolvimento Humano no Niassa.

Em declarações ao jornal Notícias, Faustino Amino disse que dos 401.552 alunos inscritos em 2016 apenas 328.670 chegaram ao final do ano letivo.

Faustino Amino reconhecer que a situação tem estado a melhorar no presente ano lectivo, mas alertou que é necessário que as populações sejam consciencializadas sobre a importância da educação para os menores, principalmente nas zonas mais recônditas.

Dados do Governo provincial indicam que, em cada 100 alunas 15 abandonam anualmente as aulas antes do final do ano letivo em Niassa.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG