Links de Acesso

Activista de direitos humanos na Huíla denuncia ter recebido ameaças de morte

  • VOA Português

Francisco Domingos Fingo, activista da ACC

Francisco Domingos Fingo é secretário da Associação Construindo Comunidades

O activista da Associação Construindo Comunidades, (ACC) na Huíla, Francisco Domingos Fingo, denuncia à VOA que está a ser vítima de ameaças de morte.

As ameaças, segundo o activista, foram feitas através de mensagens telefónicas anónimas, em que Fingo é acusado de pertencer à FLEC (movimento militar independentista de Cabida) e de colocar a família do autor das ameaças no município dos Gambos, contra o partido no poder nas eleições.

Francisco Domingos Fingo diz não entender as razões das ameaças e desconhece o autor delas.

“Não consigo entender se isto deve-se à formação que nós demos onde integramos alguns representantes das comunidades agro-pastoris sobre o sistema eleitoral. Não sei de terá sido isto, mas que na verdade não consigo entender qual a razão de ser desta ameaça. Nunca desejamos a derrota para ninguém”, diz Francisco Domingos Fingo.

Fingo, secretário executivo da ACC, organização não-governamental de defesa dos direitos humanos com forte intervenção na defesa das comunidades pastoris no município dos Gambos, garante que não vai ceder às pressões.

“Podem matar-me a mim, podem matar o padre Pio, podem matar todo o grupo de activistas de direitos humanos em Angola, mas isto só vai provocar um sentido de revolta. E isto só demonstra a falta de democratização dos serviços”, adverte Francisco Domingos Fingo que vai participar à polícia as ameaças de morte de que é vítima.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG