Links de Acesso

Polícia dispara para o ar para dispersar militantes da UNITA no Huambo

  • João Marcos

Estátua de Agostinho Neto no Huambo

Militantes não queriam deixar uma assembleia de voto, mas ninguém ficou ferido

A Polícia de Intervenção Rápida recorreu a tiros para dispersar militantes da UNITA que se encontravam numa assembleia de voto no bairro do Cavongue, município do Nailundo, no Huambo.

Informações recolhidas pela VOA indicam que pelo menos 16 pessoas, alegadamente da UNITA, estão detidas.

Os militantes teriam recusado a abandonar a assembleia de voto, o que obrigou a polícia a disparar tiros para o ar.

Embora se aguardam declarações da polícia e da UNITA, sabe-se que ninguém ficou ferido e a calma voltou ao local.

As eleições gerais em Angola terminaram às 18 horas como determina a lei e não incidentes de maior.

A oposição, no entanto, reclamou do facto de muitos delegados não terem sido credenciados para estarem nas assembleias de voto, o que pode colocar em causa o controlo da contagem dos votos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG