Links de Acesso

Angola: Polícia mata três reclusos na prisão de Kakila

  • Agostinho Gayeta

Angola: Polícia mata três reclusos na prisão de Kakila

Angola: Polícia mata três reclusos na prisão de Kakila

Balas e produtos tóxicos usados contra revoltosos na cadeia de alta segurança do Bengo

Desentendimento entre guardas prisionais e reclusos acabam em tragédia na cadeia de Alta Segurança de Kakila, no Bengo. Reclusos confirmam a morte de três pessoas, causada pelos disparos efectuados pelos guardas prisionais e a (PIRI) Polícia de Intervenção Rápida chamada a intervir.

Tudo começou quando os reclusos tomavam o pequeno-almoço e guardas prisionais tencionavam fazer revista nas suas casernas, fora do período normal. Um desentendimento entre um dos presos e os guardas prisionais motivou o motim que segundo relatos das testemunhas causaram a morte de três reclusos.

Fontes da VOA no local confirmam que as mortes foram causadas pelos disparos efectuados pelos polícias, que além de armas de fogo, usaram produtos tóxicos nocivos para afugentar os reclusos, deixando várias pessoas feridas e outras desmaiadas.

Durante mais de três horas a cadeia de Kakila esteve sob forte controlo da polícia, que impediu a entrada de qualquer pessoa que fosse àquele estabelecimento prisional.

Até ao fim da tarde de segunda-feira, não houve qualquer pronunciamento oficial das autoridades competentes sobre este alvoroço na cadeia de Kakila.

A unidade penitenciária de alta segurança de Kakila foi inaugurada em Fevereiro do ano passado e tem a capacidade para mais de 500 reclusos, e é das mais modernas de Angola.

XS
SM
MD
LG