Links de Acesso

Moçambique: Agressores do comentarista Mucuane disseram que foram mandados para dar-lhe uma lição

  • VOA Português

José Jaime Mucuane, académico e comentador de TV

José Jaime Mucuane, académico e comentador de TV

Revelação feita por familiares do comentarista critico ao governo de Maputo, que está fora do perigo.

Fontes familiares de José Mucuane dizem que o académico e comentarista de televisão revelou que os homens que o agrediram, hoje, 23, disseram que foram mandados para lhe dar uma lição.

Mucuane foi raptado e agredido, hoje, em Maputo, por desconhecidos, que atiraram contra as suas pernas. Atingindo as suas pernas, os agressores tinham a intenção de criar uma deficiência permanente, afirmam os familiares.

O seu sogro disse à imprensa de Maputo que Mucuane está fora do perigo, mas deverá ser submetido a uma cirurgia.

O cenário sustenta a ideia de que o acto tem ligação com as suas análises de Mucuane na televisão, em relação à questões como o diálogo político, crise da divida pública, e a recente proibição da manifestação em repudio à essa situação pelas autoridades de Maputo.

Fernando Lima, colega de Mucuane no programa "Pontos de Vista", da STV, disse à VOA que não tem elementos que permitem uma elaboração sobre as causas do atentado.

No entanto, Lima realçou que acções do género estão a tornar-se "modus operandi" em todo o país.

Nalguns círculos de Maputo, a acção é vista como intimidação aos que criticam o governo.

Lima disse à VOA que a "pior decisão seria fazer uma marcha atrás (...) isso seria a vitória desses cobardes".

A VOA soube que Macuane foi sequestrado na manha de hoje, no bairro da Coop, tendo sido encontrado na zona de Marracuene, na chamada circular de Maputo, pelo menos 15 quilómetros do local.

Forçado a abandonar a sua viatura, foi transportado na dos agressores que se apresentaram como agentes da polícia.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG