Links de Acesso

Um manifestante condenado e dois absolvidos em Malanje por pedirem a demissão do governador


Manifestantes no banco dos réus

Os réus tinham sido detidos a 4 de Abril, no Dia da Paz

Um estudante preso a 4 de Abril, no dia da paz, por pedir a demissão do governador de Malanje, foi condenado pelo Tribunal a uma pena correccional de 5 meses de prisão pelo crime de injúrias contra autoridades públicas.

Mais um manifestante condenado em Malanje - 2:22
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:22 0:00

António José Fernando, de 22 anos de idade, terá também de pagar 50 mil kwanzas de taxa de justiça e cinco mil kwanzas de emolumentos.

O menor de 14 anos de idade, Marcos Domingos Lemos, deverá responder no julgado de menores.

Entretanto, a juíza Ilda Domingos colocou em liberdade os réus Francisco José Raimundo, de 17 anos de idade, e Jesse Figueiredo Tuta Lourenço, de 21 anos, ambos estudantes por falta de provas.

Vanessa Tuta Lourenço, irmã de Jesse, reafirmou que o seu irmão era inocente, mas que a Polícia insistiu em acusá-lo.

“Eu achei que o julgamento teve um final justo porque não tinha motivos para condenação alguma”, disse Lourenço.

Teixeira Mundo Acácio, advogado de defesa
Teixeira Mundo Acácio, advogado de defesa

O defensor de António José Fernando, entretanto condenado, Teixeira Mundo Acácio, interpôs um recurso contra a decisão do tribunal.

“Ele foi simplesmente apanhado com um panfleto que dizia `Não queremos este governador`, para a defesa e para todos os cidadãos não há ofensa nenhuma”, reiterou Acácio.

Ontem, outros dois manifestantes foram condenados a 7 meses de prisão ao abrigo da Lei dos Crimes contra a Segurança de Estado.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG