Links de Acesso

Trump vs Biden: América e mundo ainda à espera de resultados.


Observadores controlam a contagem de votos

Biden confiante na vitória diz que “podemos ser oponentes mas não somos inimigos”

Quatro dias após as eleições presidenciais e legislativas,os Estados Unidos e o mundo aguardam ainda pelos resultados finais da votação cujas contagens foram atrasadas pelos votos enviados pelo correio até ao dia 3 de Novembro.

Com 253 dos 270 votos no Colégio Eleitoral necessários para a vitória, o candidato do Partido Democrata Joe Biden apelou sexta-feira à noite à unidade dos americanos e ao fim da “guerra partidária” entre os americanos. Trump possuia esta manhã 214 votos eleitorais

“O propósito da política não é levar uma guerra total e sem fim, mas sim resolver problemas”, disse Biden.

“Podemos ser oponentes mas não somos inimigos”, acrescentou o candidato Democrata que expressou confiança na vitória.

“Os números indicam uma história clara e convicente: Vamos vencer esta corrida”, disse apelando depois à paciência enquanto se aguardam os resultados finais.

Biden comanda na Georgia (16 votos eleitorais) com 99% dos votos contados com 49,5% dos votos contra 49,3% de Donald Trump, na Pensilvânia(20 votos eleitorais) com 99% dos votos contados com 49,6% contra 49,2% de Donald Trump, Nevada(6 votos eleitorais)com 87% dos votos contados 49,8% contra 48% e Arizona (11 votos eleitorais) com 97% 49,6% contra 48,7%. Donald Trump comanda na Carolina do Norte (15 votos eleitorais)com 50% dos votos contra 48,6% de Biden.

A contagem final do Arizona poderá ser anunciada ainda hoje o que em caso de vitória de Biden confimrará a sua eleição.

Ao abrigo das leis da Georgia terá que haver uma recontagem porque a vantagem do vencedor advinha-se como sendo menos de um por cento.

A Georgia poderá também decidir o controlo do Senado. Os Republicanos e Democratas têm neste momento assegurados 48 dos 100 lugares e os Republicanos parecem estar encminhadospara a vitória no Alaska e Carolina do Norte precisando depois de uma vitória na Georgia para lhs dar o controlo nessa câmara com 51 lugares.

Contudo ao abrigo das leis nesse estado um candidato ao Senado tem que obter 50% dos votos para ser sagrado vencedor caso contrário realizar-se-á uma segunda volta em Janeiro. Com 98% dos votos contados o candidato Republicano David Perdue comanda com 49,8% dos votos contra 47,9% do candidato Democrata Jon Ossof e analisas eleitorais dizemque o candidato Republicano não vai conseguir alcançar os 50% ncessários

Caso o Senado acabe com 50 senadores para cada lado é o vice presidente dos Estados Unidos que serve para desempatar votações.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG