Links de Acesso

Trump vai receber hoje relatório da CIA sobre assassinato de Jamal Khashoggi


Presidente Trump falando a jornalistas hoje

Jornais americanos dizem que CIA concluiu que príncipe herdeiro saudita ordenou o assassinato

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump disse hoje não ter sido ainda informado sobre um relatório dos serviços de espionagem CIA que de acordo com notícias concluiu que o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman ordenou o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi.

Trump disse que iria receber um relatório da CIA ainda hoje juntamente com outras informações e que irá também consultar o secretário de estado Mike Pompeo.

A avaliação da CIA foi noticiada por jornais americanos e contradiz declarações do procurador saudita que esta semana exonerou o príncipe de estar envolvido no assassinato.

Entidades oficiais americanas disseram que a CIA concluiu que 15 agentes sauditas viajaram num avião governamental para a cidade turca de Istanbul onde assassinaram Khashoggi no consulado saudita.

O jornal Washington Post que revelou a avaliação em primeira mão disse que a CIA baseou a sua conclusão em várias fontes, incluindo gravações de um telefonema que o irmão do príncipe, Khalid bin Salmam teria feito a Khashoggi assegurando-lhe que não havia perigo em deslocar-se ao consulado para obter documentos que precisava para o seu casamento.

Segundo o jornal a CIA não possui contudo informação ligando directament e o príncipe à operaçao para se assassinar o jornalista.

Khalid negou a informação afirmando que a última vez que tinha falado com Kashoggi tinha sido em Outubro do ano passado acrescentando ter agora pedido ao governo americano para dar a conhecer qualquer informação contrária.

O govenro saudita negou já veementemente que o príncipe tenha estado envolvido no assassinato e anunciou que 11 pessoas vão ser julgadas. O procurador saudita disse que cinco dos acusados poderão ser condenados à morte

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG