Links de Acesso

Tribunal sul-africano anuncia amanhã decisão sobre extradição de Manuel Chang


Manuel Chang, antigo ministro das Finanças de Moçambique

O antigo Ministro das Finanças Manuel Chang, conhece amanhã, 10, se será extraditado para Moçambique ou para os EUA.

O Tribunal Superior de Gauteng informou em nota enviada às partes que “o julgamento da matéria acima mencionada será proferido na quarta-feira, dia 10 de Novembro de 2021, às 15 horas”.

Detido em Dezembro de 2018 a pedido da justiça dos Estados Unidos por alegadamente fraudar investidores americanos e lavar dinheiro no sistema financeiro do país, Manuel Chang viu o tribunal autorizar a sua extradição ou para os EUA ou para Moçambique, que a posteriori, fez um pedido semelhante.

Em duas ocasiões o Governo sul-africano autorizou a sua extradição para Maputo, mas a organização governamental moçambicana Fórum de Monitoria do Orçamento recorreu da mais recente decisão e pediu que não seja extraditado para Moçambique porque Chang não será responsabilizado.

A juíza Margarete Victor vai informar amanhã se aceita os argumentos do Fórum ou se aprova a decisão do ministro da Justiça e Assuntos Correccionais de enviar Manuel Chang para Moçambique.

O antigo governante, que teve o seu mandato como deputado da Frelimo, partido no poder, cassado, vai responder a um processo aberto pela Procuradoria-Geral da República, em separado do que corre os seus trâmites actualmente no Tribunal de Maputo em que 19 arguidos são acusados de envolvimento do escândalo "dívidas ocultas", que lesou o Estado moçambicano em 2,2 mil milhões de dólares.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG