Links de Acesso

Rebeldes dizem que vão avançar sobre a capital do Chade


Oficias prestam homengem ao falecido presidente durante o seu funeral

Rebeldes no norte do Chade disseram hoje estar a preparar-se para avançar sobre a capital N’Djamena na sequência do funeral do Presidente Idriss Deby que morreu na linha da frente.

Caso os rebeldes cumpram a sua ameaça, isso coloca-os na senda de uma confronto com a França que mantem mais de 5.000 soldados no Chad e outros na região.

Um porta-voz da Frente para a Alternância e Concórdia no Chade (FACT) disse que os rebeldes “não aceitam qualquer governo mililtar”.

“Estamos a preparar para avançar”, disse o porta-voz.

Após a morte do presidente um Conselho Militar assumiu o poder, dissolvendo a Assembleia Nacional e nomeou presidente Mahama Idriss Deby,filho do falecido chefe de estado.

A 11 de Abril milhares de rebeldes da FACT entraram no país provenientes da Líbia onde lutaram ao lado do comandante militar Khalifa Haftar na guerra civil deste país.

Os rebeldes não aceitaram a realização p de eleições que foram ganhas por Idriss Deby num processo em a maioria esmagadora da oposição não participou

A França tem cerca de 5.100 soldados estacionados no país como parte de uma força que luta contra rebeldes islâmicos na África Ocidentale no funeral de Deby o presidente francês Emannuel Macron avisou que não permitirá qualquer ameaça à integridade territorial do país.

Estes rebeldes não estão assciados aos grupos islamitas que operam na região.

A FACT foi formada por oficiais dissidentes que se refugiaram na Líbia com os seus apoiantes.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG