Links de Acesso

Publicitário de Lula da Silva e Dilma Roussef condenado a oito anos de prisão

  • Redacção VOA

João Santana, publicista brasileiro

João Santana e esposa foram condenados por lavagem de dinheiro

O juiz brasileiro Sérgio Moro condenou nesta quinta-feira, 2, o publicitário João Santana e a mulher dele por lavagem de dinheiro e os absolveu do crime de corrupção no âmbito da operação Lava Jato.

Outros quatro réus também foram condenados por crimes como corrupção activa e passiva e organização criminosa.

João Santana e a esposa, Mônica Moura, foram alvos da Operação Lava Jato, pela primeira vez, na 23ª fase, deflagrada em Fevereiro de 2016.

A lavagem, segundo o juiz Sérgio Moro, “encobriu a utilização de produto de corrupção para remuneração de serviços eleitorais, afectando a integridade do processo político democrático".

A acusação do Ministério Público Federal (MPF) revelou que parte das luvas pagas a partir do esquema de corrupção existente na Petrobras foi destinada ao Partido dos Trabalhadores (PT) para serviços eleitorais.

João Santana foi o publicitário nas campanhas presidenciais dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG