Links de Acesso

Na Guiné-Bissau estão a ser contados os votos das presidencias


Mesa de voto, Guiné-Bissau, 2019

As urnas encerraram sem o registo de qualquer incidente, salvo a alegada tentativa de forçar actas síntese por parte de fiscais de alguma candidatura.

Uma denúncia do Presidente da Comissão Regional de Bissau, Fernando Bacurin, precisando que a situação "está sob controlo".

Neste momento segue a contagem dos votos por candidatos, nas diferentes assembleias de voto, a nível do território nacional e na diáspora.

As presidenciais contaram com cento e oitenta e quatro observadores internacionais, nomeadamente 23 da CPLP, 54 da União Africana, 60 da CEDEAO e 47 dos Estados Unidos da América.

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) vai anunciar os resultados dentro de uma semana. Em caso da necessitate duma segunda volta, a mesma vai ter lugar no dia 29 de dezembro, de acordo com cronograma da CNE.

Nota positiva do lider da missão da União Africana

Numa avaliação inicial, Joaquim Rafael Branco, o chefe da Missão de Observação da União Africana (UA) às eleições presidenciais na Guiné-Bissau faz uma "avaliação positiva" do processo de votação. "Festa de Transparência", assim qualificou Joaquim Rafael Branco, o acto.

Segundo Rafael Branco, membros da equipa de observação da UA estiveram presentes em 165 assembleias de voto, a nível do território nacional. a positive da Uniao Africana.

Rafael Branco: (presidenciais guineenses) Isto é uma festa da Transparência
please wait

No media source currently available

0:00 0:00:54 0:00


Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG