Links de Acesso

Não há calendário para retirada americana da Síria - John Bolton


John Bolton

Retirada tinha sido anunciada pelo presidente Trump causando proterstos entre aliados internos e no estrangeiro

O conselheiro nacional de segurança dos estados Unidos John Bolton disse hoje que a retirada de cerca de 2.000 soldados americanos da Síria não será abrupta e estará condicionada a garantias da Turquia que não atacará combatentes curdos aliados dos Estados Unidos.

Falando em Israel onde se avistou com o primeiro-ministro Benjamin Netanyauh, Bolton disse que não há um calendário para a retirada americana mas acrescentou que a presença americana em território sírio também não ilimitada.

A retirada americana tinha sido abruptamente anunciada pelo presidente Donald Trump levando á demissão do secretário da defesa Jim Mattis e outras entidades do governo americano.

A decisão causou também surpresa entre aliados americanos que não foram avisados da decisão.

Inicialmente a Casa Branca tinha afirmado que a retirada iria realizar-se em 30 dias mas Bolton disse hoje que um calendário para a retirada depende das discussões sobre a politica que terá que ser implementada.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG