Links de Acesso

Partido vai levar caso ao Parlamento e quer que João Lourenço visite o local

Há gente a morrer de fome no Cunene, denuncia uma delegação da CASA – CE que visitou o local.

A delegação integrada pelos secretários provinciais da coligação da Huíla e Cunene constatou a situação de fome que se abate sobre as comunidades do município do Curoca, na província angolana do Cunene e ficou “desolada” com o que viu.

Fome no Cinene - 1:54
please wait
Embed

No media source currently available

0:00 0:01:54 0:00

O secretário provincial da CASA-CE na Huíla, Serafim Simeão, disse ser lamentável que num país potencialmente com recursos, haja regiões com gente a padecer de fome como é o caso do município do Curoca.

Serafim Simeão apelou o Presidente da República a deslocar-se ao Curoca para constatar a situação de penúria daquela população.

"O Presidente João Lourenço disse que conhece o país, mas nós convidamos o Presidente que venha ao Curoca pessoalmente para ver in loco, o sofrimento deste povo nas profundezas de Angola porque não basta receber relatório", desafiou Simeão

O assunto é tão grave que a coligação pretende levá-lo à Assembleia Nacional por via da sua bancada parlamentar.

«Depois daquilo que vimos nós vamos fazer um relatório para a nossa bancada parlamentar para ver se juntos conseguiremos pressionar ainda mais o Governo a instalar aqui um inquérito nesta região», disse o secretário provincial.

Uma campanha de recolha de bens alimentares a decorrer até 28 do corrente mês foi lançada na região pela CASA-CE com propósito de acudir à situação.

O município do Curoca está entre aqueles que no sul de Angola vivem uma situação de profunda escassez de água com grande impacto na vida das comunidades locais que dependem da agricultura e da pastorícia.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG