Links de Acesso

Kim Jong Un elogia programa nuclear da Coreia do Norte e promove irmã ao centro do poder


Kim Jong Un. Foto publicada pela Agência Central de Notícias da Coreia do Norte (KCNA) em Pyongyang, 8 de outubro, 2017.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, disse que as armas nucleares do país são um “poderoso impeditivo” que garantiram a sua soberania, informou a media estatal neste domingo, 8 de Outubro, horas depois do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmar que “apenas uma coisa funcionará” ao lidar com o isolado país asiático.

Trump não deixou claro ao que se referia, mas os comentários sugerem que uma acção militar estava em mente.

Num discurso para uma reunião do poderoso Comité Central do Partido dos Trabalhadores no sábado, um dia antes dos comentários mais recentes de Trump, a media estatal informou que Kim teria abordado a “complicada situação internacional”.

As armas nucleares da Coreia do Norte são um “poderoso impeditivo salvaguardando firmemente a paz e a segurança na península coreana e no nordeste da Ásia”, disse Kim, referindo-se às “ameaças nucleares prolongadas dos imperialistas dos EUA”.

Nas últimas semanas, a Coreia do Norte lançou dois mísseis sobre o Japão e realizou o seu sexto teste nuclear, e pode avançar rapidamente em direcção ao objectivo de desenvolver um míssil de ponta nuclear capaz de atingir o continente americano.

De acordo com um parlamentar russo, à Reuters, que acaba de voltar de uma visita a Pyongyang, a Coreia do Norte estaria a preparar-se para testar o lançamento de um míssil.

Donald Trump disse anteriormente que os Estados Unidos “iriam destruir totalmente” a Coreia do Norte, caso necessário, para proteger seu país e aliados.

“A economia nacional cresceu em força este ano, apesar das escaladas de sanções”, disse Kim, referindo-se às resoluções do Conselho de Segurança da ONU para implementar os programas nucleares e de mísseis de Pyongyang.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG