Links de Acesso

Isabel dos Santos deixa Cruz Vermelha de Angola "por motivos familiares"


Isabel dos Santos, empresária angolana, num evento da Reuters em Londres

A empresária angolana Isabel dos Santos anunciou que vai deixar a presidência da Cruz Vermelha de Angola (CVA), propondo Elias Piedoso Chimuco para o cargo de presidente da CVA.

O anúncio feito por via de comunicado, na sexta-feira, 27 de Abril, acontece meses depois de alguma controvérsia em volta da gestão de Isabel dos Santos na CVA.

A empresária, que esteve 12 anos à frente da instituição, justifica a sua saída com "motivos pessoais e familiares".

Contudo, a 27 de Fevereiro do presente ano a comissão de gestão da CVA substituiu Isabel dos Santos.

O encontro, ao abrigo dos estatutos da organização e da lei das associações, decorreu semanas após a queixa de 13 meses de salários em atraso apresentada ao Chefe de Estado, João Lourenço, enquanto presidente honorário.

Funcionários e voluntários avançaram para a eleição de uma comissão de gestão, liderada por Baltazar Pedro, que conduzirá os destinos da Cruz Vermelha de Angola nos próximos seis meses.

Fortuna de Isabel dos Santos em debate

Isabel dos Santos defende novo sistema económico para os países africanos

Controvérsia em redor de conferência de Isabel dos Santos na Universidade de Yale

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG