Links de Acesso

Irlanda: Papa Francisco pede perdão pelo escândalo sexual na Igreja Católica


Papa Francisco rezando numa catedral de Dubiln, Irlanda.

Arcebispo Carlo Maria Vigano diz que o Francisco ignorou acusações de abuso sexual contra o cardeal americano McCarrick.

O Papa Francisco "implorou pelo perdão de Deus", na sequência do escândalo de abuso sexual que abalou a Igreja Católica Romana, na Irlanda.

O pontífice disse num santuário em Knock, Irlanda, neste domingo que o escândalo é uma "ferida aberta" e que medidas "firmes e decisivas" precisam de ser tomadas para encontrar a "verdade e justiça".

Francis também repreendeu a igreja na Irlanda por, no passado, as suas instituições terem tirado filhos de mães solteiras para adopção. Ele disse que tal prática deixou as crianças “abandonadas” e "marcadas por lembranças dolorosas".

O pedido de perdão surge numa altura em que é publicada uma carta do arcebispo Carlo Maria Vigano, no National Catholic Register, denunciando a atitude de Francisco perante situações similares.

Nessa carta de 11 páginas, Vigano, embaixador aposentado do Vaticano nos Estados Unidos, acusa Francisco e outras autoridades católicas de ignorar as acusações de abuso sexual contra o cardeal americano Theodore McCarrick, que foi forçado a renunciar, no mês passado, após uma investigação da igreja ter concluído que ele abusou um menor.

Vigano diz que ele contou a Francis, em 2013, sobre as alegações de que McCarrick dormia com seminaristas, mas Francis suspendeu as sanções contra McCarrick que haviam sido impostas pelo Papa Bento XVI.

"Ele (Francisco) sabia, pelo menos, a partir de 23 de junho de 2013, que McCarrick era um predador em série", escreveu Vigano, acrescentando que "ele sabia que era um homem corrupto”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG