Links de Acesso

Irão aceita negociar se EUA e Europa destruírem os seus mísseis


Presidente do Irão Hassan Rouhani

O Irão diz que aceita discutir sobre os seus mísseis se os Estados Unidos e os países europeus "destruírem as suas armas nucleares e os seus mísseis de longo alcance", declarou neste sábado, 3 de Março, Massud Jazayeri, porta-voz do Estado-Maior das Forças Armadas iraniano.

"O que os americanos dizem, por desespero, para limitar o programa balístico do Irão é um sonho inalcançável", afirmou Jazayeri à agência Irna.

"É o resultado dos seus fracassos e derrotas na região", argumentou.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou em Janeiro retirar-se do acordo nuclear alcançado entre o Irão e as potências do grupo 5+1 caso Teerão se negue a limitar o seu programa balístico.

Os governos europeus estão a tentar suavizar a posição de Trump para salvar o acordo nuclear enquanto criticam o programa balístico do Irão e sua crescente influência na região.

Por outro lado, embora o Irão tenha aceite as restrições ao seu trabalho nuclear - que afirma ser apenas para propósitos pacíficos - o país tem recusado discutir o seu programa de mísseis, algo que os norte-americanos e os europeus têm pedido.

Reuters/ AFP

Putin apresenta míssil balístico de "alcance ilimitado"

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG