Links de Acesso

Irão inicia a construção de segundo reactor nuclear


Nesta imagem de 2015, o presidente Hassan Rouhani visita a central nuclear de Bushehr.

O Irão começou a construção do segundo reactor nuclear na sua central de Bushehr no domingo.

A central é alimentada por urânio produzido na Rússia, não no Irão, e é monitorada pela Agência Internacional de Energia Atômica das Nações Unidas.

Teerão disse que sua actividade nuclear é para propósitos pacíficos - ou seja, fornecer energia ao país.

"A energia nuclear fornece eletricidade confiável ... e cada central economiza 11 milhões de barris de petróleo ou 660 milhões de dólares por ano", disse, hoje, Ali Akbar Salehi, chefe da Organização de Energia Atômica do Irão.

O Irão disse que pretende enriquecer urânio em 4,5% - um pouco acima do limite de 3,67% permitido no acordo nuclear de 2015 com as potências mundiais.

Mas romper essa barreira fazia parte dos passos anteriores do Irão, que pede aos outros signatários para ajudar a lidar com as sanções dos Estados Unidos sobre as suas importantes exportações de petróleo.

Enriquecer o urânio em 4,5% está muito abaixo do nível necessário para fabricar uma arma nuclear.

Na semana passada, a agência nuclear do Irão anunciou a retomada do enriquecimento de urânio na instalação nuclear subterrânea de Fordow, local que, no acordo nuclear de 2015 com as potências mundiais, não deveria realizar nenhuma acçao de pesquisa ou enriquecimento.

Os Estados Unidos desistiram do acordo nuclear no ano passado.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG