Links de Acesso

Greve dos oficiais de justiça também em Cabinda


Cidade Cabinda.

Sindicato nega negociações paralaleas no enclave

O sindicato dos oficiais de justiça negou haver negociações paralelas em Cabinda e que a greve no enclave é total.~

Jorge Iombo Nzau disse que todos os serviços foram encerrados excepto no que diz respeito ao registo de óbitos

“Nós reiteramos que estamos abertos ao diálogo”, disse afirmando que o sindicato tinha apenas “tentado dialogar com o juiz presidente”.

“O mesmo aconteceu ontem no município de Cacongo”, disse acrescentando ter havido “um diálogo franco e aberto com o inspector e o delegado da justiça em exercício”.

“A conclusão que chegamos é continuarmos com a greve até que o ministério da justiça assine um acordo com o Sindicato dos Oficiais de Justiça de Angola”, acrescentou

A greve em Cabinda está a decorrer sem incidentes apesar de existirem algumas intimidações.

Nzau referiu um incidente no município do Belize “ em que alguém tentou forjar informação que havia gente que queria fazer registo de óbito” para tentar fazer abrir os escritórios o que não era verdade.

O sindicalista confirmou que a única operação é a do registo de óbitos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG