Links de Acesso

Governo angolano acusa companhia alegadamente ligada a Isabel dos Santos de "falsidades grosseiras"


Isabel dos Santos

Governo defende decisão de retirar Atlantic Ventures do projecto de construção do porto da Barra do Dande

O governo angolano acusou a companhia Atlantic Ventures de fazer declarações falsas e de não ter qualquer capacidade financeira ou técnica para levar a cabo o projecto de construção da Barra do Dande.

Em comunicado, o Ministério dos Transportes angolano considerou serem falsas as declarações da Atlantic Ventures - holding aparentemente ligada a Isabel dos Santos, filha do ex Presidente Eduardo dos Santos.

O ministério indica ainda que a companhia poderá ter sido criada para ser apenas um veículo para outros interesses.

A Atlantic Ventures está aparentemente ligada a Isabel dos Santos embora o seu nome não conste da lista de quatro accionistas que terão investido um total de quatro milhões de kwanzas, cerca 15.500 dólares na criação da companhia.

O maior acionista, segundo o Ministério dos Transportes, é Fidel Kiluange Assis Araújo, que notícias dizem ser o procurador legal de Isabel dos Santos.

O Ministério dos Transportes acusou a companhia de emitir declarações “grosseiras e abusivamente falsas” num comunicado em que pediu que a revogação do contrato seja cancelada.

A Atlantic Ventures ameaçou também ir a tribunal para pedir uma indemnização.

O Ministério dos Transportes refere que, ao contrário do que disse a empresa, esta não corria qualquer risco no empreendimento de 1.500 milhões de dólares pois o contrato previa que o Ministério das Finanças emitisse uma garantia do estado desse valor a entidades financeiras.

O comunicado diz também que a Atlantic Ventures foi constituída três meses e 11 dias antes da publicação do decreto de Eduardo dos Santos que atribuía a concessão e que foi emitido seis dias antes da tomada de posse do actual Presidente.

O comunicado refere que o decreto presidencial de Setembro de 2017 constitui “uma decisão de adjudicação”, através de “um procedimento de adjudicação directa, sem concorrência” e “sem observação de quaisquer formalismos”.

O Ministério dos Transportes disse que os quatro accionistas da Atlantic Ventures “não têm sequer qualquer experiência nas actividades concessionadas”.

O comunicado afirma que “o que fica evidente é que pelo contrário a sociedade Atlantic Ventures terá sido propositada e especificamente criada como intermediária para concessão do projecto do Porto da Barra do Dande o que encareceria o próprio projecto, cuja execução seria feita por outras entidades estrangeiras não vinculadas ao Estado angolano com todos os riscos de incumprimento das obrigações contratuais”.

O Ministério dos Transportes diz ainda que “não é crível” a Atlantic Ventures tenha capitais próprios ou crédito junto da banca internacional.

Confira também a entrevista com a euro deputada Ana Gomes, em que diz que Isabel dos Santos pode ser investigada por comissão do Parlamento Europeu:

Isabel dos Santos pode ser investigada por comissão do Parlamento Europeu
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:40 0:00

Outros artigos sobre Isabel dos Santos:

Cruz Vermelha de Angola quer acesso a fundo de um milhão de dólares

"Não mexi em filhos do ex-presidente, mexi em cidadãos angolanos"

Isabel dos Santos deixa Cruz Vermelha de Angola "por motivos familiares"

Fortuna de Isabel dos Santos em debate

Isabel dos Santos defende novo sistema económico para os países africanos

Presença de Isabel dos Santos na Universidade de Yale continua a gerar controvérsia

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG