Links de Acesso

Espanha: Líder catalão apela à calma


Carles Puigdemont assinando a declaração de independência da Catalunha em Barcelona, Espanha, 10 de Outubro, 2017.

O líder catalão Carles Puigdemont apelou à calma neste domingo, 15 de Outubro, menos de 24 horas antes do prazo final dado pelo governo central de Espanha, para esclarecer se declarou a independência da Catalunha ou não.

Puigdemont fez uma declaração simbólica de independência na noite de terça-feira, 10 de Outubro, e suspendeu a declaração segundos depois, pedindo por negociações com Madrid sobre o futuro da região.

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, deu até esta segunda-feira, 16, para esclarecer sua posição - e até quinta-feira para mudar de ideia caso insista na separação - ameaçando suspender a autonomia da Catalunha caso ele escolha a independência.

Manifestação contra a independência da Catalunha em Barcelona
Manifestação contra a independência da Catalunha em Barcelona

“O governo (catalão) e eu queremos reiterar o nosso comprometimento com a paz, a civilidade e a serenidade, e também (...) a democracia como inspiradora das decisões que temos que tomar”, disse Puigdemont durante um evento memorial no cemitério Montjuic, de Barcelona.

“Nessas difíceis horas de esperança na Catalunha, vamos tomar uma clara atitude contra a violência (...) a favor da civilidade, esperança, serenidade e respeito.”

Ainda que Puigdemont não tenha indicado como irá responder a Madrid, o canal TV-3 da televisão catalã afirmou que ele não daria uma resposta “sim” ou “não”, mas uma resposta mais elaborada.

Reuters

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG