Links de Acesso

Eleições 2020: Barack Obama "entra" na campanha a favor de Joe Biden


Barack Obama e Joe Biden (Foto de Arquivo)

O antigo Presidente americano Barack Obama anunciou nesta terça-feira, 14, o seu apoio formal ao seu antigo vice-Presidente, Joe Biden, na corrida à Casa Branca na eleição de Novembro.

O apoio de Obama surge um dia depois de o senador Bernie Sanders, adversário de Biden na disputa interna dos democratas, ter feito o mesmo, reforçando assim a unidade do partido.

Num vídeo de 12 minutos divulgado nas redes sociais, o ex-Presidente destaca a figura de Joe Biden e aborda a pandemia, que descreve como tempos anormais e algo que não se viu num século.

“Escolher o Joe para meu vice-Presidente foi uma das melhores decisões que já tomei e ele tornou-se um amigo próximo”, disse Obama, acrescentando que “tem todas as qualidades de que precisamos num Presidente neste momento”.

Propaganda republicana

Ao abordar a pandemia da Covid-19, o antigo Presidente afirmou que “se há algo que aprendemos como um país em momentos de grandes crises é que o espírito de cuidar um do outro precisa estar refletido no nosso Governo”.

Ele também elogiou Bernie Sanders e apontou as suas baterias contra os republicanos.

“O outro lado tem uma rede de propaganda que não se importa com a verdade”, acrescentou Barack Obama, colocando o dedo na ferida da crise atual: “Esta crise nos lembrou que os governos importam, que fatos e ciência importam, que as leis importam”.

Durante as primárias, em que concorria à indicação do Partido Democrática, Joe Biden disse ter pedido a Obama para que não manifestasse qualquer apoio a seu favor antes do fim do processo.

Em Agosto, durante o congresso do Partido Democrata, o antigo vice-Presidente será formalizado candidato à eleição de 3 de Novembro, na qual terá como adversário o Presidente Donald Trump.

Peso da popularidade de Obama

Observadores estimam que a entrada de Barack Obama na campanha deve ajudar Biden, principalmente junto de alguns setores, tanto fora a como dentro do partido democrata.

Entre esses setores está a juventude que, em grande parte apoia as ideias de Bernie Sanders, principalmente em relação às duas propostas de educação e saúde para todos.

Sondagens apontam que quando Obama deixou a Presidência Americana em Janeiro de 2017, mais de 70% dos eleitores com menos de 34 anos o viam com bons olhos, assim como 90% dos que se declaravam liberais.

Pesquisas realizadas nos últimos anos, por diversas entidades, apontam o democrata como o político mais popular dos Estados Unidos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG