Links de Acesso

Conselho de Segurança da ONU reúne para analisar ataques à Síria


Rússia propõe resolução condenando bombardeamentos. EUA avisam que voltarão a atacar se houver mais ataques com armas químicas

O secretário geral das Nações Unidas António Guterres apelou hoje a todos os países para evitarem acções que possam fazer escalar a situação na Síria e agravar o sofrimento do povo sírio.

Guterres apelou para o respeito á lei internacional incluindo no que diz respeito ao uso de armas químicas e voltou a apelar a uma investigação para se identificar os ataques com armas químicas apesar da Rússia ter esta semana vetado uma resolução nesse sentido.

Guterres falava numa reunião do Conselho de Segurança da ONU convocada para discutir os ataques contra a Síria.

A Rússia fez circular um projecto de resolução condenando os bombardeamentos.

O embaixador russo na ONU disse que os ataques ameaçam os esforços da ONU para se negociar uma solução politica para a guerra na Síria.

A embaixadora americana na ONU Nicky Haley disse que os ataques foram cuidadosamente planeados para minimizar baixas civis e foram também “justificados, legítimos e proporcionais”.

Nicky Haley
Nicky Haley

Haley avisou que se a Síria voltar a usar essas armas os Estados Unidos estão pronto a atacar de novo.

A embaixadora britânica Karen Pierce defendeu também os ataques afirmando que estes tinham sido “certos e legais”.

Em Moscovo entretanto o ministro dos negócios estrangeiros russo Sergei Lavrov descreveu os ataques de “inaceitáveis e fora da lei”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG