Links de Acesso

Benguela: Deslocados continuam impedidos de regressar às suas casas

  • João Marcos

Denunciam ameaças por elementos do MPLA munidos de zagaias, paus e outras armas.

Oito meses depois de um ataque contra uma comitiva da UNITA em Benguela mais de 30 pessoas continuam impedidas de regressar às suas casas.

Os deslocados afirmam que continuam a ser ameaçados por elementos do MPLA munidos de zagaias, paus e outras armas.

O ataque a deputados da UNITA na província de Benguela, com saldo de três mortos e cinco feridos, foi a 25 de Maio último.

Paulo Numbo, um dos vários deslocados pela VOA, refere que as famílias sobrevivem graças a um esforço do próprio partido.

“Não regressamos porque somos ameaçados, fugimos das zagaias e dos paus. São 35 pessoas nestas condições, entre homens, mulheres e crianças’’, disse Numbo.

Marcos Sindinguile, outro deslocado insatisfeito, diz que não obterá frutos da semente lançada à terra na localidade de Cambulo, a 75 quilómetros do local onde se encontra retido.

‘’A minha mulher foi corrida quando tentava visitar a lavra, foi obrigada a regressar e está aqui connosco”, denunciou, acrescentando ter perdido muita mandioca, milho e massango.

"Quem regressar, leva com zagaia, é assim para todos da UNITA’’, disse, criticando depois o que disse ser a impassividade da polícia.

A VOA tentou ouvir o administrador municipal, Carlos Guardado, e o seu adjunto, Fernando Belo, mas sem sucesso.

XS
SM
MD
LG