sábado, 06 fevereiro, 2016. 18:25 UTC

    Notícias / Angola

    Luanda: Sonho de casa própria leva muitas pessoas a passarem noites ao relento

    Deste grupo fazem parte, crianças e mulheres grávidas, que na tentativa da materialização do sonho da casa própria, arriscam a própria vida.

    Agostinho Gayeta
    Em Luanda, apesar da falta de informação e das incertezas sobre a continuidade das vendas, dezenas de cidadãos continuam a passar noites ao relento, há vários dias na centralidade do Kilamba, com intuito de se habilitar a aquisição de uma residência.

    Deste grupo fazem parte, crianças e mulheres grávidas que na tentativa da materialização do sonho da casa própria, arriscam a própria vida e o emprego.


    A Associação Justiça Paz e Democracia diz que a situação porque passam os cidadãos para aquisição de residências põe em causa a lisura do processo e configura uma negação ao direito de acesso à habitação. O gestor do projecto transparência e boa governação da AJPD,  Serra Bango, apela um esclarecimento deste processo.
    O projecto habitacional da centralidade do Kilamba, no entender do Jurista Pedro Kaparakata, está a beneficiar os que já possuem residências.
    O presidente do Centro de Estudos Populorum Progressio, associação cívica cultural, considera a situação um atentado grave à vida dos cidadãos. Domingos das Neves diz que o momento é oportuno para o que o MPLA partido que governa o interceda para regularizar a situação.
    Neste rol de incertezas sobre a realização ou não do sonho da casa própria não estão apenas os que pretendem fazer a inscrição pela primeira vez.
    Francisco António, já cumpriu com todas as formalidades e critérios para se habilitar à uma residência na centralidade do KM 44, resta-lhe apenas entregar à SONIP o comprovativo do pagamento feito à unidade bancária e receber as chaves da sua futura casa, mas lamentou a falta de informação sobre o andamento do processo.
    Uma questão que muito está a preocupar alguns membros da sociedade civil é o modo de pagamento das residências, principalmente no que respeita à renda resolúvel sem capital inicial, em que os interessados são obrigados a pagar antecipadamente a renda anual da habitação que pretendem.
    O Jurista Pedro Kaparakata entende que a Procuradoria-Geral da República devia levar às barras do tribunal a entidade encarregada pela venda dos apartamentos, mas manifestou alguns receios em relação a alguns órgãos judicias do país.
    Ouça a reportagem do Agostinho Gayeta.
    O forúm foi encerrado
    Comentários
         
    Năo existem comentários. Seja o primeiro

    Siga-nos

    Rádio

    AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

    Sexta 16:30 - 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sexta-feira 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

    Os Nossos Vídeos

    Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
    Manchetes Mundo 5 Fevereiro 2016i
    X
    05.02.2016 18:40
    Vídeo

    Vídeo Filhos de Jonas Savimbi levam empresa de jogo Call of Duty a tribunal

    Em causa está um milhão de dólares de indemnização por danos morais Entrevista dada à AFP
    Vídeo

    Vídeo Como Chegar à Casa Branca II

    O caminho para a Casa Branca depende de muitos factores Um deles é sem dúvida o financiamento - quanto mais dinheiro tiver, melhor para o candidato Este é o 2º vídeo que explica como decorre a campanha presidencial nos Estados Unidos até ao dia da eleição do Presidente
    Mais Vídeos