Links de Acesso

Governador do Kwanza Zul quer reavaliar posse de fazendas improdutivas

  • Fernando Caetano

O chefe do executivo da província anunciou na cidade do Waku-Kungo, município da Cela o plano de desenvolvimento agro-pecuário a ser implementado nos municípios que detêm tradição na produção em grande escala de cereais, tubérculos e leguminosas, para a garantia da auto-suficiência alimentar até a sua exportação.




O governador Eusébio de Brito Teixeira apontou os municípios da Cela, Quibala, Ebo e Cassongue como as grandes potências na produção agro-pecuária sendo que os municípios do Amboim, Kilenda e Libolo no domínio cafeícola, ao passo que o município de Porto-Amboim é exímio no sector pesqueiro.

O anúncio do referido plano foi feito na presença dos membros do conselho de auscultação e concertação social dos municípios do bo e da Cela durante a apresentação dos novos administradores municipais nomeadamente: Rui Feliciano Miguel e Amélia Agria Russo.

“A produção nacional sobretudo de carnes, cereais e outros se afiguram longe de satisfazer as necessidades de consumo na província e no país em geral” – sublinhou o governante tendo exortado as autoridades ora apresentadas a mobilizarem a classe empresarial nacional para o alcance das metas preconizadas pelo executivo.

Para o governante, todos juntos são poucos para a produção que se impõe sobretudo em carnes – por isso segundo disse, urge a necessidade de trabalhar para o alcance da auto-suficiência alimentar – sustentou.

A preocupação de Eusébio Teixeira assentou-se no empresariado e fazendeiros que detêm grandes parcelas de terras há mais de cinco anos, cujo rendimento ao fim de todo tempo se afigurar baixo. Por isso o governo vai reavaliar a titularidade das terras para que a sua posse seja de conformidade com as possibilidades financeiras e de gestão como premissa para o desenvolvimento das localidades e gerar emprego – acrescentou o governante.

A preocupação do governador do Kwanza-Sul, é partilhada também pelo secretário provincial da Unita que ao debruçar-se sobre o sector agrícola.

Oliveira Miguel Kapata sustenta que fossem aumentadas as verbas destinadas á assistência técnica aos agricultores e criadores de gado, assim como a investigação agrária estabelecendo e implementando programas adequados e
XS
SM
MD
LG