Links de Acesso

Guiné-Bissau: Congresso do PAIGC continua à procura de candidato

  • Lassana Casamá

Edifício da Assembleia Nacional da Guiné-Bissau

Edifício da Assembleia Nacional da Guiné-Bissau

Na continuidade das entrevistas com os dois principais protagonistas desta reunião ouvimos Domingos Simões Pereira.

Na Guiné-Bissau, o PAIGC continua no seu oitavo congresso ordinário em Cacheu. Na continuidade das entrevistas com os dois protagonistas desta reunião magna, hoje vamos ouvir Domingos Simões Pereira.
No dia em que se diz não à alteração dos estatutos, ou seja, não à separação de poderes, mediante uma larga maioria situada em menos dois terços que, a luz dos estatutos vigentes, era necessária para tal alteração, Domingos Simões Pereira apresenta uma leitura daquilo que foi sempre a sua posição face a esta realidade estatutária.

Com os avanços e solidez das suas conquistas internas dentro do PAIGC e noutras caminhadas extrapartidárias, os críticos de Domingos Simões Pereira, considerem que sempre este andou de bengalas para se afirmar. Domingos Simões Pereira evitou falar sobre informações, segundo as quais, algumas forças ocultas e externas do partido, estariam a visa-lo directamente com propósitos de enfraquecer a sua dinâmica na luta pela liderança do PAIGC, beneficiando assim o seu adversário mais directo, que é Braima Camará.

Mas, num olhar critico as outras candidaturas a liderança do partido, Domingos Simões Pereira traçou opções. Observadores e algumas correntes internas do partido consideram imprudente o facto do oitavo congresso estar a decorrer na véspera de eleições e Domingos Simões Pereira tem uma visão pouco diferente.
XS
SM
MD
LG