Links de Acesso

Polícia mata dois "motoqueiros" no Bié

  • António Capalandanda

Jovem morto no Bié, pela polícia, durante manifestação de motoqueiros contra a brutalidade policial (8 de Setembro de 2011)

Jovem morto no Bié, pela polícia, durante manifestação de motoqueiros contra a brutalidade policial (8 de Setembro de 2011)

Moto-taxistas manifestavam-se contra "excessos" policiais

Dois motoqueiros mortos

Duas pessoas morreram e seis ficaram feridas na sequência de disparos efectuados pela Policia Nacional do Bié contra moto-taxistas que se manifestavam contra alegados excessos cometidos pelos agentes políciais durante operações stop.

Testemunhas disseram à Voz da América que desde segundo-feira que a polícia tem realizado as operações stop de controlo dos moto-taxis e que se registaracam casos de violência contra os "motoqueiros".

Segundo as fontes tanto aqueles que funcionavam ilegalmente como os motociclistas que circulavam legalmente viram as suas motorizadas apreendidas nessas operações. Outro "motoqueiros" foram presos e alegam ter sido submetidos a maus tratos.

Agastados com a situação mais de mil motoqueiros decidiram espontaneamente saír às ruas para exigirem das autoridades a reposição dos seus direitos, tendo a polícia respondido com tiros à queima roupa, atingindo um jovem na cabeça e outro nas costas, resultando em mortes imediatas.

Na sequência da repressão policial, os motociclistas entraram em confronto com a polícia tendo apoderado-se cerca de seis armas dos agentes policiais, disseram fontes na cidade.

Fala-se em ferimentos de agentes da polícia, mas não foi possível apurar a veracidade deste facto.

Ileote Ekolelo secretário provincial da UNITA no Bié disse que a polícia recorreu a força forma desnecessária.

“Eu penso que para um país de direito e democrático, acho que não era necessário o uso da força,” afirmou o político, lembrando que a moto é o meio que a maior parte angolanos têm para a sua sobrevivência, num país marcado de elevada taxa de desemprego.

A VOA tentou sem sucessos ouvir a polícia do Bié. A cidade está tensa pois muitos "motoqueiros" ameaçam retaliar contra a polícia.

Refira-se que, o incidente ocorre numa altura em que secretario geral do MPLA Dino Matrosse se encotra de visita à província.

XS
SM
MD
LG