Links de Acesso

Angola: UNITA critica governo pela falta de água em Namibe

  • Armando Chicoca

A seca tem obrigado aos criadores do gado a migrar para outras províncias em busca de água e pasto (Arquivo VOA)

A seca tem obrigado aos criadores do gado a migrar para outras províncias em busca de água e pasto (Arquivo VOA)

Secretário provincial do maior partido da oposição, Vitorino Ndunduma dá voz ao descontentamento popular e pede intervenção de Luanda

O Secretário da UNITA exortou o governo central a melhorar a produção e abastecimento de água a população local do Namibe.

Os meios financeiros colocados a disposição do governo da província em nada resolvem os reais problemas que afligem a população. A UNITA na voz do seu secretário Provincial, Vitorino Ndunduma, manifesta esta insatisfação. Só uma intervenção séria do governo central poderá resolver o problema da falta de água nas zonas rurais, para o consumo da população e abeberamento do gado nesta província.


«O problema de água na província é preocupante porque a vida do autóctone, o natural, o homem na área é o gado. Quando o gado não tem água, quando o gado não tem capim, a situação torna-se calamitosa,portanto isso preocupa-nos porque nós apercebemos que as comunidades estão a emigrar-se para outros recantos», reagiu o político do partido do Galo Negro.

A extensão territorial da Província do Namibe é toda ela desértica, os rios existentes são intermitentes, portanto só passam a água no tempo chuvoso. Apesar de tudo, a província do Namibe é potencial em lençol freático, ou seja em águas subterrâneas.

A falta de furos e fontenários, relegando ao gado e as comunidades autóctones á percorrer longas distancia a procura do precioso líquido para o consumo humano e salvar os animais da morte.

O dirigente do partido do Galo Negro, na Província, lamenta o facto e, diz que o governo central deve prestar maior atenção e conceber políticas claras de produção e abastecimento de água à população do Namibe, dada as característica geográficas da província. Namibe, sublinha, o político, merece esta atenção.

«É ali onde vai o nosso apelo para o Governo, que faça mais neste sentido, porque é ali onde está a vida daquele autóctone. São estes os problemas que cabem ao governo, se nãos os resolve na totalidade, pelo menos minimiza-los, este é o nosso recado em jeito de conselho ao governo», reiterou o Secretário provincial do Namibe da UNITA, Vitorino Ndunduma.

XS
SM
MD
LG