Links de Acesso

Malanje: Etanol vai produzir energia eléctrica

  • Eduardo Ferro

Governador de Malanje, Boaventura da Silva Cardoso

Governador de Malanje, Boaventura da Silva Cardoso

Com uma área total de 30 mil hectares, a Biocom vai produzir dois milhões de toneladas de cana-de-açúcar, na proporção de 500 toneladas por hora em 200 dias de safra, meta a alcançar entre 2012 e 2013.

O projecto Biocom de Capanda, em Cacuso, a cerca de 170 quilómetros a sudoeste de Malanje, começa a produzir este ano açúcar e etanol.

O governador Boaventura da Silva Cardoso, que anunciou o facto, disse que a criação de um centro de produção de energia eléctrica vai reforçar o fornecimento do produto naquela área.

Com uma área total de 30 mil hectares, a Biocom vai produzir dois milhões de toneladas de cana-de-açúcar, na proporção de 500 toneladas por hora em 200 dias de safra, meta a alcançar entre 2012 e 2013.

A produção estimada de açúcar é de 260 mil toneladas de açúcar e 30 milhões de litros de álcool, que permitirá a geração de 28 mega watts/hora de energia, que vai reforçar a linha de alta tensão Capanda/Cacuso.

O investimento global da Biocom está avaliado em 250 milhões de dólares americanos, o que representa o maior projecto agro-industrial associado à produção de energia renovável no país.

O Estado angolano, através da ANIP (Agência Nacional para o Investimento Privado) e a Sonangol Holding detêm apenas 20 por cento das contribuições, onde as empresas Damer e a Odebrecht representam os sócios maioritários com 40 por cento cada.

A Biocom prevê a abertura de 500 empregos directos e 700 indirectos, com prioridade para a mão-de-obra angolana, representando dois terços do total.

XS
SM
MD
LG