Links de Acesso

São Tomé e Príncipe: Cultura de pimenta uma nova esperança agrícola


São Tomé e Príncipe: Cultura de pimenta uma nova esperança agrícola

São Tomé e Príncipe: Cultura de pimenta uma nova esperança agrícola

O país poderá aumentar a actual produção de 30 toneladas para mais de 300 toneladas dentro de 5 anos

Em São Tomé, a cultura da pimenta afigura-se como uma aposta séria para a diversificação agrícola e sobretudo como uma nova esperança para agricultores em crise com a decadência da cultura do cacau.

O país que actualmente conta com uma produção de 30 toneladas anuais de pimenta, espera multiplicar por dez os níveis actuais de exportação para 300 toneladas a partir de 2016.

Por causa da sua rápida vulgarização e também aliado ao bom preço no mercado em relação ao cacau, muitos consideram a cultura da pimenta como uma possível alternativa a secular produção de cacau.

O governo diz pretender apenas encontrar uma complementaridade ao cacau através de novos produtos que podem ajudar a reduzir a pobreza no meio agrícola.

XS
SM
MD
LG