Links de Acesso

Angola: Petrolifera Cobalt suspeita de suborno de entidades oficiais

  • Eduardo Ferro

Angola: Petrolifera Cobalt suspeita de suborno de entidades oficiais

Angola: Petrolifera Cobalt suspeita de suborno de entidades oficiais

O governo americano tem vindo a processar judicialmente empresas ligadas ao sector energético operando em África.

O governo americano abriu uma investigação às actividades em Angola de uma empresa associada à “Cobalt International Energy” por causa do alegado suborno de altos funcionários angolanos.

Aquela empresa com sede em Houston no Texas afirmou que tinha sido notificada de uma investigação por causa dos alegados laços entre a firma sua representante em Angola e altos funcionários do governo angolano.

O grupo liderado por Joseph Bryant, um antigo director da BP em Angola, tem sido citado pela imprensa americana devido às alegadaa ligações da sua representante em Angola, “Nazaki Oil and Gas”, a altas entidades angolanas.

Nos últimos anos, o governo americano tem vindo a processar judicialmente empresas ligadas ao sector energético operando em África no âmbito da lei que proíbe pagamentos a entidades estrangeiras para a obtenção de contratos.

A “Cobalt International Energy” alertou entretanto os subscritores das suas acções de que estava a ser investigada no âmbito da lei anticorrupção advertindo para possíveis implicações.

Aquela empresa disse ainda que a sua sócia em Angola, “Nakazi Oil and Gas”, negou repetidamente as alegações de que anda a subornar dirigentes angolanos.

XS
SM
MD
LG