Links de Acesso

Ngola Kabango acusa Eduardo dos Santos de sabotar a FNLA


Bandeira da FNLA

Bandeira da FNLA

Lucas Ngondo abriu um conflito com Kabango para a chefia da FNLA e foi reconhecido como líder pelos tribunais angolanos

O líder da bancada parlamentar da FNLA, Ngola Kabango, criticou asperamente o Presidente da República, acusando-o de ter ordenado o Tribunal Constitucional para destruir a FNLA.

Durante uma conferência de imprensa, Ngola Kabango reafirmou a decisão de não acatar as decisões do Tribunal Constitucional e garantiu que vai apresentar-se como cabeça de lista da FNLA nas próximas eleições em Angola.

O deputado ameaça desencadear o que descreveu de “resistência política generalizada e democrática em todo o território nacional” caso não seja reconhecido como líder da FNLA.

Ngola Kabango disse, por outro lado, ter apresentado queixa contra o secretário geral do MPLA, Julião Paulo “Dino Matrosse” por, alegadamente, ter liderado as conversações visando o desmembramento da FNLA e a promoção do presidente reconhecido, Lucas Ngonda.

Ngola Kabango adiantou que vai escrever uma carta a José Eduardo dos Santos a dar conta do descontentamento e repúdio pela situação criada, que depois será divulgada à imprensa, e assegurou que continua a preparar a sua formação partidária para as eleições de setembro próximo.

Instado a explicar como seria feita a "resistência generalizada" que anunciou, Ngola Kabango assegurou apenas que serão realizadas marchas e manifestações, que por serem pacíficas não carecem de autorização legal, alegou.

XS
SM
MD
LG